CABELUDINHA

MUDAS COM MEDIA DE 80 CM 

OBS: PRODUÇÃO BREVE

Nome Científico: Myrciaria glazioviana (Kiaersk.) G.M.Barroso ex Sobral

Nomes populares: Cabeludinha, cabeluda, peludinha.

Família Botânica: Myrtaceae

Distribuição Geográfica e Habitat: Nativa do Centro-Leste brasileiro, cultivada em pomares domésticos, ocorre principalmente na Floresta Ombrófila Densa.

Características Gerais: A planta é um arbusto de porte médio a baixo, com hábito de crescimento esgalhado e com ramos longos dando um aspecto típico à copa, chegando ao chão com forma arredondada. Tronco:cilíndrico, podendo ser tortuoso, ramificado, curto, revestido por casca áspera, fissurada, de coloração pardo-amarronzada. Folhas: simples, opostas, tomentosas, com pecíolos pubérulos, laminas de formato lanceoladas, discolores, sendo verde mais forte na face superior e esbranquiçada na face inferior, devido à pilosidade, com nervura central proeminente, bordos recurvados para baixo. Flores: hermafroditas, sésseis, dispostas em inflorescências em fascículos axilares com 3 a 6 flores, com muitos estames brancos. Frutos: baga globosa lisa, com polpa suculenta, adocicada, levemente ácida, como um delicioso licor sem álcool e com alto teor de vitamina C. Os frutos são do tamanho de uma cereja, com casca amarela quando madura, levemente aveludada, com 1 ou 2 sementes grandes.

Clima e Solo: Pode ser encontrada em temperaturas entre 8,2 a 25,5 °C, com variações grandes que podem chegar a máxima de 38 graus no verão e mínimas de até – 4 graus com cerca de 3 a 7 geadas que a planta resiste muito bem. O regime de precipitação pluvial média anual pode ocorrer desde 1.200 mm a 2.700 mm anuais. Pode ser cultivada desde o nível do mar até 1.350 m de altitude; tanto na beira de rios em locais sombreados onde podem ocorrer inundações, onde a planta resiste até 20 dias submersa ou em locais pedregosos e secos. Ocorre principalmente em solos bem drenados.

Usos: Os frutos maduros podem ser despolpados sob uma peneira e a polpa utilizada para fazer sucos, sorvetes e geléias. A polpa é muito rica em vitamina C, tendo a seguinte composição: calorias, 75; matéria seca, 20,9 g; proteína, 1.8 g; lipídios, 0,5 g; carboidratos, 18 g; fibras, 8,5 g, bons teores de ferro, cálcio e fósforo. Apesar de pequenos, podem ser consumidos in-natura sendo muito apreciados. A madeira é pesada, dura, de textura média. Usada para fabricação de ferramentas agrícolas e, para lenha e carvão.

Curiosidades: As flores são apícolas. É interessante para ser indicada na recuperação de áreas degradadas por atrair pássaros. Pode ser usada no paisagismo. Seus frutos são apreciados principalmente por aves. A dispersão é realizada pela avifauna.

Share
Download Free Designs http://bigtheme.net/ Free Websites Templates