ABIU AMARELO

MUDAS COM MEDIA DE 1 METRO 

COMPRE DIRETO NO MERCADO LIVRE:

O abiú é uma fruta que possui um nome bem diferente, ela é uma fruta nativa do Brasil e que vem ganhando mais conhecimento devido ao seu valor nutritivo. Essa fruta tem sido muito exportada e além do seu valor nutritivo, ela possui diversas indicações terapêuticas e medicinais.

O abiú, conhecido cientificamente como Pouteria caimito ou Lucuma caimito, é uma planta que pertence à família das Sapotaceae. Conhecida popularmente como abieiro, é uma planta originária da região amazônica, próximo às encostas andinas do Peru e do oeste da Amazônia. O abiú, que é o fruto desta árvore, pode ser encontrado em estado silvestre por toda Amazônia e é cultivado em quase todo Brasil.

Características

A árvore do abiú pode chegar a atingir 10 metros de altura, seu tronco é irregular, de casca áspera, com ramos novos e pilosidade ferrugínea. Suas folhas são simples, lisas e muito brilhantes, com 5 a 20 cm de comprimento. As suas flores são solitárias, com pétalas de coloração amarelo avermelhada ou branco esverdeada.

A fruta, chamada de abiú é uma baga, globosa ou oblonga. Possui látex que coagula com o ar, sua casca é lisa e amarela quando está madura. O fruto pode ter de 1 a 4 sementes escuras com uma faixa mais clara em um dos lados, sua polpa é branca ou amarelada, mucilaginosa, comestível e adocicada.

Abiú

Foto: Reprodução

Propriedades e benefícios

Entre as principais propriedades do abiú podemos citar: adstringente, desinfetante, emoliente, amarga, nutriente e tônico. Possui as vitaminas B1, B2, B5 e C, sais minerais como o cálcio, fósforo e o ferro.

Esse fruto pode ser utilizado no tratamento de anemia, diarreia, disenteria, dor de ouvido, malária, otite, sapinho de boca de criança, terçol, pneumonia, bronquite, desnutrição, afecções pulmonares. A casca da planta é antidisentérica e baixa a febre. O azeite extraído das sementes é utilizado em inflamações na pele.

Fonte: www.beneficiosdasplantas.com.br/abiu-beneficios-e-propriedades-dessa-planta/

Dicas para cultivo: Planta de crescimento moderado que adapta-se melhor em regiões tropicais onde produz grande safra de frutos, embora possa ser cultivado em regiões subtropicais, a produção regular é prejudicada, caso a temperatura no inverno caia abaixo de 5 graus, ou quando as geadas leves de até -1º queimam os ponteiros dos ramos. A temperatura ideal para a cultura, deve estar entre 22 a 30 graus, com chuvas bem distribuídas e em torno de 1,200 a 2.500 mm anuais. A altitude para melhor produtividade deve estar entre 650 a 1.900 m acima do nível do mar. Quanto ao solo deve ser profundo, permeável, bem drenado e com boa fertilidade natural, com pH entre 5,0 a 6,5.

 

Mudas: As sementes são oblongas (mais longa que larga) com casca castanha e lisa e com cicatriz no seu comprimento. São recalcitrantes (perdem o poder germinativo se forem secadas), por isso devem ser plantadas logo que despolpadas, em embalagens individuais de 17 cm de largura por 30 cm de altura, preenchidas com substrato organo-arenoso, coloca-se 2 sementes por embalagem que germinarão entre 20 a 45 dias, o desbaste é feito quando a planta estiver com 10 cm de altura, eliminando a planta mais fraca. O desenvolvimento das mudas é moderado, atingindo 30 a 40 cm de altura com cerca de 10 meses de vida, época em que podem ser plantadas em local definido ou usadas para enxerto de variedades selecionadas. As mudas formadas por sementes começam a produzir com 7 a 8 anos e as enxertadas frutificam em 2 a 3 anos após o plantio.

 

Plantando: Recomendo que seja plantada a pleno sol num espaçamento 6 x 6 (em climas subtropicais) ou 8 x 8 m (em climas tropicais) em covas abertas com no mínimo 2 meses antes do plantio, estas devem ter 50 cm nas 3 dimensões e convém misturar 2 pás de areia de rio + 6 pás de matéria orgânica aos 30 cm de terra da superfície da cova; misturando junto + 500 g de calcário e 1 kg de cinzas de madeira. A melhor época de plantio é outubro a novembro, convém irrigar 10 l de água após o plantio e a cada 15 dias se não chover, tomando esse cuidado no primeiro ano após o plantio.

 

Cultivando: A planta cresce moderadamente e não necessita de cuidados especiais, apenas deve-se cobrir a superfície com capim cortado e eliminar qualquer erva daninha que possa sufocar a planta. Deve-se fazer podas no fim do inverno para fazer a formação da planta eliminando ramos e brotos da base e todo o excesso de ramos que nascerem voltados para o interior da copa. Adubar com 3 pás de composto orgânico feito de esterco de galinha curtido e 30 gramas de NPK 10-10-10, dobrando a quantidade a cada ano até o quinto ano. Distribuir os nutrientes à 5 cm superficialmente a 20 cm do caule no inicio do mês de outubro. 

fonte: http://www.colecionandofrutas.org/pouteriacaimito.htm

 

Share
Download Free Designs http://bigtheme.net/ Free Websites Templates